O GUIA DO

Archive for the ‘finanças’ Category

Qual é a hora certa de começar a dar mesada aos filhos?

In finanças, Uncategorized on janeiro 28, 2020 at 8:40 pm

RODRIGO responde: Especialistas em generalidades empreendedorismo e finanças pessoais dizem que os pais nunca devem dar dinheiro às crianças, porque isso seria o equivalente a “dar o peixe em vez de ensinar a pescar”.

Pesquisadores da Max-Planck-Gesellschaft zur Förderung der Wissenschaften tentam agora descobrir por que pagar escola de R$ 5.000 por mês, levar duas vezes ao ano à Disney e oferecer celular e videogame de última geração não são considerados “dar o peixe”. Antes, no entanto, eles esperam localizar a energia escura do Universo.

A verdade é que, para a maioria das famílias, a mesada não é uma grande preocupação, por outra questão física: não é possível dar o que não existe. Trata-se de uma consideração especialmente importante com os juros do rotativo do cartão acima de 300% ao ano.

Para quem tem alguma sobra no orçamento, o conselho é começar a mesada quando a criança dominar as operações aritméticas básicas, com números até R$ 10. Ela vai entender o recado.

É verdade que criar um filho pode custar até R$ 2 milhões?

In finanças on novembro 20, 2017 at 2:04 am

RODRIGO responde: Um estudo da empresa Invent deixou muitos pais e mães (e candidatos a) preocupados. A conclusão que mais chocou é a de que, em famílias de renda alta, acima de R$ 25 mil, os gastos com a criação de um filho até os 23 anos podem passar de R$ 2 milhões.

Ninguém acreditou, mas é a mais pura verdade: existem pais que criam os filhos até os 23 anos de idade.

A principal despesa, segundo o estudo, é com educação – uma conta de quase R$ 500 mil. Porém, há outros itens consideráveis, como “brinquedos e tecnologia”, que podem consumir quase R$ 200 mil ao longo da vida do nenezinho da classe A.

Como evitar esses gastos? As consultorias financeiras sugerem diferentes métodos de acordo com o perfil de risco do indivíduo: vasectomia e ligadura de trompas (conservador), camisinha e pílula (moderado) e coito interrompido (arrojado).