O GUIA DO

Archive for setembro \27\UTC 2014|Monthly archive page

Em uma festa de crianças, vi um boneco de neve gigante dançar “O show das poderosas” com uma princesa. Bebi demais?

In Vida Social on setembro 27, 2014 at 1:12 pm

RICARDO responde: O quanto você bebeu, eu não sei. Mas você não estava delirando. O boneco e a princesa (Ana, Elsa ou outra) fazem parte da última superprodução Disney para criancinhas.

Como as crianças parecem gostar das personagens, surgiu todo um mercado de trabalho para princesas de festa – que vão caracterizadas com vestidões e tiaras.

Resumindo: hoje você pode contratar uma princesa – e um boneco de neve gigante – para animar a festa de sua filha de três anos.

Se tocarem O show das poderosas, você poderá recriar essa cena peculiar (e digna de um Salvador Dali).

Como saber se sou uma mãe superprotetora?

In Psicologia on setembro 26, 2014 at 4:55 am

RODRIGO responde: Se o menino não pode comer fora de casa ou andar descalço na rua, se ele nunca saiu na chuva ou ralou o joelho, há grandes chances de você ser mesmo uma mãe superprotetora. Nesse caso, é preciso lembrar que a exposição ao risco e, como consequência, a um ou outro problema no caminho faz parte do aprendizado, necessário para que o garoto adquira segurança e aprenda a lidar com adversidades. Mas também não fique muito preocupada: ano que vem ele vai para a faculdade e vai acabar saindo de baixo da sua saia.

Meu filho é mais baixo que os amiguinhos. Devo me preocupar?

In Psicologia on setembro 19, 2014 at 1:07 am

RODRIGO responde: Se você perguntar a um pediatra, ele provavelmente responderá que a altura – assim como o peso a massa – não significa nada isoladamente, que um bebê baixo pode ser saudável e que o mais importante é a curva de percentis. Mas sejamos realistas: ninguém gosta de ouvir que o filho é tampinha.

Isso não significa, porém, que se preocupar vá adiantar alguma coisa. Existem poucas medidas práticas para lidar com a naniquice de uma criança. Uma opção é mandar o garoto de tamanco para a escola. Outra é se mudar para uma região de menor estatura média. A última é encarar a peculiaridade de seu filho com naturalidade.

Tudo bem: essa última é muito absurda.

Como fazer um chá de fralda inesquecível?

In Vida Social on setembro 13, 2014 at 2:12 pm

RODRIGO responde: Os chás de fralda, assim como os aniversários, os batizados e os churrascos de fim de semana, passam por uma verdadeira revolução, com uma infinidade de conceitos criativos ou simplesmente luxuosos para deixar os convidados estupefatos. A coisa avançou tanto que as festas de antigamente – um salão apertado com uns docinhos e meia dúzia de balões – voltaram como versão alternativa e despojada. Mas ainda há boas receitas para um chá de fralda inesquecível.

4 xícaras de água
3 fraldas M bem picadas (ou duas XG)
açúcar ou adoçante a gosto

Coloque a água numa chaleira, leve ao fogo alto e, quando ferver, adicione as fraldas picadas. Retire do fogo, adoce a gosto e sirva imediatamente.

(Evite usar fraldas recheadas.)

Li numa revista que os pais devem investir nos filhos. Como é isso?

In Família on setembro 7, 2014 at 12:30 am

RODRIGO responde: Desde o ocaso da Avestruz Master e das Fazendas Reunidas Boi Gordo, a melhor opção de investimento em filhos e crianças em geral, a pirâmide, ficou inviável. Hoje, as alternativas mais rentáveis são as clássicas: escolinha de futebol, curso de improvisação no Tablado e carreira política. As duas primeiras são as mais indicadas para as mamães que não querem seguir a trilha da truta.